Conferências e Colaboração

Gestão de custos: 7 erros que podem reduzir a lucratividade do seu negócio

gestão de custos
Wittel
Written by Wittel

Quer saber como ter mais segurança para avaliar a margem de lucro? A gestão de custos é um dos principais diferenciais que determinam o sucesso de um negócio. Para você ter uma ideia, a ineficiência nesse quesito prejudica o fluxo de caixa, o volume de vendas e ameaça até a sobrevivência da organização.

Afinal, na ausência dos rendimentos, qualquer um corre o risco de fechar as portas. Por meio de uma avaliação correta dos valores que são investidos, é possível saber o preço de venda necessário para formar o capital. Então, que tal cuidar melhor da saúde financeira da sua empresa?

Neste artigo, vamos apresentar o conceito de gestão de custos, quais os tipos e os principais erros que você deve evitar para melhorar os resultados. Continue a leitura e confira!

Entenda o que é gestão de custos

Custos são todos os investimentos que uma empresa precisa fazer para se manter. Isso inclui matéria-prima, serviços, equipamentos, recursos humanos etc. Sem os valores que dizem respeito a esse conjunto, torna-se inviável dar início ou continuidade às vendas.

Nesse sentido, o domínio das técnicas de gerenciamento das finanças é fundamental para ser bem-sucedido, uma vez que a formação do preço comercial do produto ou serviço está diretamente ligada ao levantamento de custos e despesas.

Para fazer uma boa gestão, é preciso usar as informações do fluxo de caixa, analisar relatórios, como: registro de lançamentos, contas a pagar e a receber, demonstrativo de resultado do exercício etc. Isso tudo vai ser útil também para você realizar um bom planejamento.

Confira quais são os tipos de custo

Basicamente, existem dois tipos de custo — fixo e variável. Entenda mais sobre cada um deles a seguir:

Custo fixo

É a soma de todas as despesas de rotina de uma empresa. Independentemente de as vendas estarem boas ou não, esses custos vão continuar existindo. Exemplos: aluguel, energia elétrica, água, taxa de IPTU e entre outros.

Custo variável

Como o próprio nome sugere, é o valor sobre tudo o que é consumido para produzir ou prestar um serviço, por isso o valor pode variar. Os impostos de um produto também fazem parte desse número, assim como a comissão do colaborador, se houver.

Feita a sondagem dos custos fixos e variáveis, o ideal é fazer um registro de todos os gastos para identificar os investimentos que merecem mais atenção e quais são dispensáveis.

Conheça 7 erros que colocam o seu lucro em risco

Ter ciência do que pode acontecer de errado vai ajudar você a evitar possíveis falhas. Acompanhe os principais erros cometidos na gestão de custos:

1. Desconhecer quais são os custos

Um dos erros mais graves na gestão é não ter conhecimento dos custos reais e como isso afeta os lucros da empresa. Por isso, antes de tudo, faça um levantamento completo de custos fixos e variáveis. Identifique ainda possíveis custos “invisíveis” causados por reuniões ineficazes, perda de tempo e outros.

Fique de olho no fluxo de caixa para controlar todas as entradas e saídas. Os resultados desse monitoramento apontam se a empresa está ganhando ou perdendo. Dessa forma, você vai conseguir planejar o futuro com mais autoconfiança.

2. Contar com o dinheiro que ainda não entrou

Você pode fazer uma previsão de lucros, mas evite contar com o dinheiro que inexiste no caixa. Os recebimentos futuros não podem ser contabilizados como possibilidade de investimento, uma vez que ainda não estão indisponíveis. Lembre-se de que é importante ter cautela para não ficar no vermelho.

3. Misturar as finanças pessoais com o dinheiro da empresa

Embora pareça um erro bobo, muitos empresários costumam fazer isso. Acontece que fazer retiradas em períodos aleatórios sem analisar o que é seu ou da empresa dificulta o controle do montante real que deveria constar no caixa. Para não atrapalhar o acompanhamento dos custos gerados, é fundamental que as duas contas fiquem separadas.

4. Não investir em tecnologia

Hoje, é impossível fazer uma boa gestão de custos sem os recursos da tecnologia. Ignorar esse fato é um erro que causa prejuízos financeiros, queda na produtividade e insatisfação do cliente, que recebe um serviço de baixa qualidade.

Livre-se de equipamentos obsoletos e adote softwares especializados em gerenciamento de contas com recursos de armazenamento em nuvem. Outras ferramentas podem auxiliar nessa atividade, como soluções voltadas ao processo de qualidade e eficiência no atendimento.

5. Ignorar a importância de transformar detratores em promotores

Ao mesmo tempo em que clientes satisfeitos geram mais fluxo nos lucros, os insatisfeitos causam prejuízos incalculáveis, como: reclamações, cancelamentos ou propaganda negativa para amigos e parentes.

Por isso, melhore o relacionamento com o seu público descontente. Dê uma oportunidade para ele explicar o motivo pelo qual não teve as expectativas atendidas. Mantenha um diálogo honesto e, sempre que possível, ofereça algo para minimizar a situação, como um desconto ou brinde.

6. Demorar para responder as mensagens de texto

Todos os canais de comunicação são extremamente importantes e exigem dedicação. No entanto, é muito comum a empresa ser eficiente por telefone mas demorar para dar uma resposta em canais como: redes sociais, SMS, e-mail ou outros que envolvem mensagem de texto.

Lembre-se de que são tecnologias dinâmicas e, por isso, exigem um feedback rápido. Muitas vezes, o cliente está teclando do próprio celular, deitado no sofá da sala. Ele espera a mesma agilidade ao falar com a sua empresa. Portanto, o ideal é utilizar chatbots, softwares inteligentes de interação. Assim, é possível dar atenção a todos em tempo hábil.

7. Não ouvir as chamadas gravadas

A melhoria contínua da central de atendimento requer o acompanhamento das ligações efetuadas. Isso ajuda a evitar custos desnecessários que resultam em perda financeira. Muitos gestores, por negligência ou desconhecimento, ignoram a importância de gerenciar as chamadas recebidas e efetuadas. Evite esse erro para mensurar o desempenho dos operadores com precisão.

Como você sabe, muitos empreendedores fecham as portas cedo pelo simples fato de não conhecerem a quantidade de custos e serem surpreendidos com a queda brusca nos lucros. Quando a gestão de custos é bem trabalhada, você tem conhecimento e mantém os registros dos valores atualizados. Assim, é possível conhecer exatamente a sua realidade financeira. Isso diminui os riscos do negócio de forma significativa e faz o seu negócio prosperar. Pense nisso!

A sua empresa já cometeu algum desses erros? Qual? O que você faz ou pretende fazer para melhorar? Deixe um comentário e conte para a gente!

 

About the author

Wittel

Wittel

Comemorando 25 anos de experiência, a Wittel integra as necessidades das empresas com ferramentas de comunicação disponíveis no mercado. Tudo isso por meio de soluções que auxiliam nas interações internas (entre colaboradores) e com seus clientes, tornando o dia a dia mais produtivo. Oferece soluções de conferências e colaboração, contact center, trading floor, além de todas as aplicações voltadas ao processo de qualidade e eficiência no atendimento, tanto no modelo OnPremise como também na nuvem.

Leave a Comment

Share This