Contact Center

URA: o que é e como escolher a melhor?

Wittel
Written by Wittel

A chamada telefônica é um dos aspectos mais importantes para um contact center de qualidade. Mesmo com a variedade de canais de atendimento que existe atualmente, há questões que são resolvidas com mais eficiência pelo telefone, além de clientes que preferem esse meio por se sentirem mais à vontade. Por isso, é essencial que a empresa implemente uma Unidade de Resposta Audível (URA).

Essa tecnologia tem a finalidade de tornar os atendimentos mais eficientes e melhorar a experiência dos clientes. Para entender melhor o conceito e suas principais vantagens, acompanhe o post!

O que é URA?

O termo Unidade de Resposta Audível (URA) vem do inglês Interactive Voice Response (IVR) — denominação também muito usada no mercado.

A sigla se refere ao sistema que faz o atendimento automático de chamadas telefônicas, oferecendo ao cliente um menu de opções para a escolha do serviço desejado.

Essas opções são disponibilizadas por meio de gravações e selecionadas por números digitados no teclado, que direcionam o consumidor ao agente de atendimento responsável por resolver o seu problema.

As URAs podem ser de dois tipos:

  • ativa — opção comum para a oferta de produtos ou cobrança de dívidas. Nela, são usadas mensagens pré-gravadas, sobretudo em contatos iniciais que não necessitam de um agente de atendimento. Ao final da gravação, o consumidor é encaminhado ao setor responsável;

  • passiva — tipo mais comum, usada em serviços de atendimento ao consumidor. Tem a função de receber a ligação do cliente, coletar dados relevantes para a chamada e encaminhá-lo ao agente de atendimento responsável. Um bom exemplo são as URAs de instituições financeiras, que costumam solicitar CPF ou número da conta para identificar o cliente com antecedência.

Como escolher uma URA de qualidade?

Ao escolher uma URA para a sua empresa, é preciso levar em conta alguns fatores que farão toda a diferença na qualidade do atendimento. Confira a seguir os principais:

Atendimento humanizado

Um dos principais critérios para escolher uma URA é o atendimento humanizado. O tom usado nas gravações precisa ser cordial e próximo ao cliente, sempre respeitando suas características.

Por isso, é necessário ter um conhecimento profundo sobre o perfil do consumidor. Se ele for mais jovem, o ideal é usar um tom informal, aproximando-se da forma como ele se comunica no dia a dia.

Caso seu público seja formado por executivos e empreendedores, a linguagem deve ser outra, mais formal e profissional.

De todo modo, buscar proximidade é fundamental. Dessa forma, o atendimento será natural, como se fosse realmente uma conversa, mesmo em um meio eletrônico e automatizado. Com isso, a empresa faz com que o cliente se sinta importante, o que aumenta o engajamento e fidelização do negócio.

Personalização das opções

Além de humanizado, o atendimento oferecido pela URA deve ser personalizado, o que só é possível quando se conhece a fundo os problemas dos clientes.

Faça um mapeamento das principais dúvidas e serviços solicitados pelos consumidores, a fim de manter o seu menu de opções sempre completo.

Esse estudo ajuda, inclusive, a ordenar as informações do menu. Os serviços solicitados com mais frequência devem vir antes, a fim de diminuir o tempo de chamada e o tamanho da fila de espera.

Identificação prévia dos clientes

Outro aspecto que otimiza o tempo de chamada é a identificação prévia dos clientes. Escolha uma URA que se integre ao banco de dados da empresa.

Dessa forma, será possível solicitar informações, como números de documentos e protocolos, que possibilitam localizar o consumidor antes do início da chamada.

Assim, todo o histórico da pessoa aparecerá na tela do agente de atendimento, que saberá de antemão com quem está falando e qual problema precisa resolver.

Além de oferecer uma experiência interativa e personalizada, esse recurso aumenta a produtividade do contact center, que realiza mais atendimentos em menos tempo.

Resolução automática de problemas

Uma boa URA é capaz de resolver solicitações simples de forma automática. Por exemplo: imagine que você agendou uma consulta médica, mas não se lembra do horário marcado.

Ao ligar para o contact center e selecionar as opções certas, a URA lhe dará a informação por meio de uma gravação, sem precisar repassar a chamada a um agente de atendimento.

Dessa forma, você tem sua dúvida respondida de forma rápida e prática, e os profissionais do contact center podem dedicar seu tempo a questões mais complexas.

No entanto, é preciso ter cuidado para não dificultar o acesso aos agentes. Planeje a URA de forma que os problemas que precisam de mais atenção também sejam resolvidos rapidamente, para não causar insatisfação nessa parcela de clientes.

Gravações de qualidade

Além do conteúdo, também é importante atentar à qualidade das gravações. Se o cliente tiver dificuldade para compreender o que é dito no menu de atendimento, terá problemas na hora de escolher a opção adequada.

Isso gera irritação, perda de tempo e ruídos na comunicação, problemas extremamente prejudiciais para a qualidade do serviço.

Portanto, uma boa URA deve contar com uma estrutura de gravações de primeira linha. Assim, será possível proporcionar ao cliente um áudio limpo, toques de espera agradáveis e volumes balanceados. Tudo isso é essencial para conferir profissionalismo ao atendimento, além de evitar reclamações e desperdício de recursos.

Métricas precisas

Gerar métricas para avaliar a qualidade dos atendimentos também é fundamental em uma URA de ponta. Sistemas modernos são capazes de produzir relatórios automáticos sobre os detalhes do serviço, como horários de pico, filas de espera, tempo de chamada e outros indicadores.

Todos eles são úteis para avaliar o desempenho do contact center e traçar um plano de ação para aumentar cada vez mais a eficiência dos agentes de atendimento.

Agora que você já conhece os principais critérios para escolher uma URA, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Avalie as necessidades do seu negócio, busque um sistema completo e leve em conta fatores como suporte, tempo de implementação e custo-benefício. Temos certeza de que os resultados serão excelentes!

Gostou do post? Para saber mais sobre URAs e contact centers, entre em contato conosco. Será um prazer tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto!

About the author

Wittel

Wittel

Comemorando 25 anos de experiência, a Wittel integra as necessidades das empresas com ferramentas de comunicação disponíveis no mercado. Tudo isso por meio de soluções que auxiliam nas interações internas (entre colaboradores) e com seus clientes, tornando o dia a dia mais produtivo. Oferece soluções de conferências e colaboração, contact center, trading floor, além de todas as aplicações voltadas ao processo de qualidade e eficiência no atendimento, tanto no modelo OnPremise como também na nuvem.

Leave a Comment

Share This